6 Dicas De Como Escolher Um Fundo Multimercado

6 Dicas De Como Escolher Um Fundo Multimercado

Escolher a melhor opção de fundo multimercado para sua carteira é uma tarefa que exige atenção, pois é preciso entender se a estratégia utilizada no ativo é condizente com o perfil de investidor que possui.

Esse fundo é uma ótima opção para quem busca diversificação, principalmente no momento de juros baixos. Além disso, por misturar diferentes classes de investimento, ele pode ter uma boa rentabilidade com um risco mais controlado.

O que é um fundo multimercado

Um fundo multimercado é uma categoria de fundo de investimento que tem como principal característica a combinação de aplicações de vários mercados, como renda fixa, ações, câmbio, entre outros.

As escolhas de investimentos no multimercado não precisam seguir uma estratégia pré-definida. Ou seja, o gestor do fundo pode adotar diferentes técnicas ao optar pelos ativos.

6 Dicas de como escolher um fundo multimercado

Muitos investidores acabam tendo dificuldades para escolher um bom fundo que esteja de acordo com seus objetivos, interesses e necessidades.

Confira as dicas a seguir e verifique o que analisar antes da escolha do multimercado ideal:

1. Perfil do investidor

Analisar qual o seu perfil de investidor e seus objetivos é o primeiro passo antes de qualquer investimento. No multimercado existem opções para todos os perfis.

2. Se atente às taxas

É importante prestar atenção nas taxas que podem ser cobradas, para avaliar se são compatíveis com sua estratégia.

3. Volatilidade

Esse tipo de fundo pode ter uma alta  volatilidade, tendo quedas expressivas em um único dia.

Por isso, pensar em uma estratégia na qual a liquidez seja a longo prazo é o ideal.

4.  Analisar informações do fundo

É preciso avaliar todas as informações do fundo, se são de uma gestora com credibilidade  e possuem um histórico positivo, por exemplo. Com isso, é possível ter noção do seu retorno absoluto. Porém, é preciso lembrar que retornos passados não são garantia de resultados futuros.

Existem estratégias adotadas pelo gestor que podem trazer maiores riscos para a aplicação. Por isso, é importante que o cliente esteja atento e leia cuidadosamente o prospecto do fundo (seu próprio regulamento).

5.  Faça uma análise quantitativa e qualitativa

É necessário fazer essas duas análises:

  • quantitativa – avaliação dos números, como rentabilidade, volatilidade (quanto oscila), avaliar o índice sharpe (relação entre o retorno e o risco de um investimento);
  • qualitativa – analisar quem é o time de gestão, se as pessoas trabalham juntas há muito tempo, de onde elas vieram e se elas investem o próprio patrimônio nesse fundo.

6. Tenha auxílio de um assessor de investimentos

É importante ter um especialista com tempo e experiência para informar o investidor, a fim de fazer com que ele entenda tudo que está envolvido em seu investimento.

No multimercado devem ser analisados diversos fatores e, como os assessores estão envolvidos e respiram esse mercado, as análises se tornam mais fáceis e assertivas.

A Guelt Investimentos é realmente próxima do fundo que vende, ou seja, são apenas comercializados os fundos multimercados já conhecidos do negócio.

Se interessou por esse tipo de investimento? Continue acompanhando o blog da Guelt Investimentos e conheça os nossos serviços!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Matérias relacionadas

FALE COM UM ASSESSOR

Cadastre-se e comece agora a construção do seu futuro